10
set
2018

Rebelião no Presídio de Canela após pedido dos presos não ser atendido

O Presídio Estadual de Canela sofreu uma rebelião por volta das 11h40 da manhã desta segunda-feira (10), mobilizando grande parte do efetivo das forças de segurança da região.

Segundo a Capitã Cláudia Maldaner, da Brigada Militar, a confusão surgiu de um descontentamento dos presos quanto ao “gerente de cela”, uma vez que os apenados possuem uma “hierarquia própria dentro do presídio”. Como o pedido de mudança dos ocupantes das celas e do “gerente” não foi acatada pela administração do presídio, iniciou a confusão, onde os presos se agrediram entre si, nas duas celas onde aconteceram o conflito, forçando as grades e tentando abrir as celas.

Nessa situação, um apenado foi ferido no rosto, não se sabe ainda se com uma estocada, sendo retirado do presídio, atendido pela Samu e levado ao Hospital de Canela.

O conflito que iniciou em uma cela teve a adesão de outras, chegando a ter a participação de 60 presos. Maldaner disse que a Brigada Militar esteve presente para dar apoio à Susepe.

Um agente da Susepe também sofreu ferimentos leves em confronto com os presos.

A situação foi totalmente contornada por volta das 13 horas quando os presos foram contidos. Eles foram alocados no pátio da casa penal e revistados, enquanto todas as celas também foram revistadas.

Agentes de segurança da Susepe, Brigada Militar, POE, Polícia Civil e Bombeiros de Canela participaram da ação.

A direção do presídio deve divulgar, após a ação, quais os objetos encontrados nas celas.

 

Foto: Zorzi/Comunicação 1º Bpat

Fonte das informações: Portal da Folha