28
dez
2017

Polícia Civil conclui inquérito de desvio de merenda escolar na Gentil Bonato e indicia quatro pessoas

A Polícia Civil de Gramado concluiu o Inquérito Policial instaurado para apurar denúncia de desvio de merenda escolar, fato ocorrido, em tese, na Escola Municipal Gentil Bonato. A conclusão, a partir das provas colhidas ao longo da investigação, foi no sentido de que efetivamente houve o desvio e utilização de gêneros alimentícios destinados à merenda escolar na realização de um jantar de confraternização entre funcionários e professores ocorrido fora das dependências da Escola no final do ano de 2016. “Não houve demonstração, por parte dos investigados, de que havia sido autorizada a utilização dos produtos, evidenciando-se má-fé e a reprovabilidade do agir, bem como a forma promíscua no trato com os produtos da escola, cujos destinatários são os alunos”, relata o delegado Gustavo Barcellos.

A instauração do procedimento foi solicitada pelo próprio Município e veio acompanhada de uma gravação com imagens do fato apurado. Foram indiciadas quatro pessoas: a diretora e a vice-diretora da época; o ecônomo, à época, do pavilhão da escola; e uma servidora da cozinha. Todos foram indiciados por peculato, por se tratar de um desvio com abuso de confiança pública. O inquérito está sendo encaminhado ao MP e a pena pelo crime é de 2 a 12 anos.

Sobre a conclusão do inquérito policial que indicia três servidores a Prefeitura de Gramado informa através de nota da sua Assessoria de Imprensa que não foi comunicada formalmente do fato. Segundo a nota, “paralelamente, segue em andamento pela Comissão de Sindicância o processo administrativo que apura a denúncia e que os servidores envolvidos encontram-se em recesso escolar. A Escola Gentil Bonato vem sendo gerida por uma comissão interventora, estipulada pelo Conselho Municipal de Educação, desde setembro deste ano”.