8
jan
2018

Inquérito da Marinha vai apurar morte de Giordano Boza em Angra

A Marinha do Brasil, em nota, informou que está colhendo informações sobre o acidente ocorrido no dia 31 de dezembro, com o advogado de Gramado, Giordano Catucci Boza, de 29 anos. Ele acabou morreu na manhã de terça-feira (02), no Hospital Geral da Japuíba, para onde foi levado no domingo (31), após cair de uma lancha, sendo atingido pela hélice da embarcação.

Giordano sofreu diversos ferimentos e teve uma das pernas amputadas, vindo a falecer após sofrer duas paradas cardíacas. Formado em Direito pela PUC-RS, ele integrava o escritório Boza & Fochesatto Advogados Associados, com sede em Porto Alegre.

A Marinha do Brasil, por meio do Comando do 1° Distrito Naval, informou que a Delegacia da Capitania dos Portos em Angra dos Reis (DelAReis) tomou conhecimento, na tarde de terça-feira, da ocorrência relatando um acidente com uma embarcação de esporte e recreio no mar de Angra. A nota informa ainda que a Delegacia da Capitania dos Portos levantará maiores informações, a fim de conduzir o inquérito para apurar as causas e responsabilidades do acidente.