31
jan
2018

Advogado que lesou clientes em Gramado foi preso pela Polícia Civil

No final da manhã desta quarta-feira, dia 31, agentes da DP Gramado, com apoio da DPTUR, prenderam um advogado que constava como procurado da Justiça. Contra R. A C. havia um mandado de prisão preventiva, decorrente de investigação desenvolvida pela Polícia Civil de Gramado, que apurou que o advogado se apropriou de valores destinados a clientes em ações judiciais. Segundo o Delegado Gustavo Barcellos, ele levantava os alvarás e se apropriava do dinheiro, tendo lesado inúmeras vítimas em Gramado. Ele chegou a ser preso no final de 2016, mas obteve liminar no TJ/RS, resultando na sua liberdade, “tendo sido a liminar cassada no julgamento do mérito pelo próprio TJ, expedindo-se nova ordem de prisão”, disse Barcellos. O acusado deixou Gramado, “desde então as diligências foram realizadas em Guaporé, seu último paradeiro conhecido, na sequência, apurou-se que ele teria ido para a Bahia e na data de hoje retornaria ao Estado, diante disso, os policiais apuraram o vôo e realizaram a prisão no Aeroporto Salgado Filho”, relatou o delegado. Após os procedimentos legais, o advogado foi encaminhado à prisão especial na própria capital gaúcha.

Em Nota Oficial, a OAB Subseção Canela Gramado, informou que o referido advogado, R. A. C., responde por processo ético disciplinar junto às Seccionais da Bahia (onde tem a inscrição principal) e Rio Grande do Sul (na qual possui inscrição suplementar) pelas lesões aos clientes. Segundo a nota, a prisão não interfere nos processos em andamento que estão tendo seu percurso normal junto à OAB. “No âmbito de atuação do Tribunal de Ética e Disciplina da entidade, os processos disciplinares são sigilosos enquanto não houver o trânsito em julgado das decisões”, disse a Dra. Mariana Melara Reis, Presidente da OAB Subseção de Canela Gramado.

Foto e informações: Policia Civil de Gramado/Delegado Gustavo Barcellos.